Com fé e esforço, catadora de recicláveis consegue pagar faculdade da filha

“É só confiar que Jesus está ali, te guiando”, garante Simone Santos, de 46 anos

O sonho de ver a filha formada em Direito faz Simone Domingues Fonseca Santos, 46 anos, sair às ruas de Anápolis, Goiás, para catar materiais recicláveis, que ela vende para a reciclagem.

Para economizar, Simone alugou um galpão. Ali ela mora e também guarda os materiais que recolhe. Já as filhas, vivem em uma quitinete de um cômodo. “É desconfortável, mas nesse momento o objetivo maior é pagar a faculdade dela, que é R$ 714, tem livros também”, explica. A mais velha, Haiane Domingues dos Santos, quase desistiu de fazer um curso superior.

Como a família não tinha condições de custear os estudos da jovem, Simone começou a trabalhar como catadora. Ela conta que não aguentou ver a tristeza de Haiane por não ter como bancar o curso sozinha.

“Ela passou no vestibular para o curso de direito e no mesmo instante se entristeceu. Disse: ‘Não adianta nem eu seguir porque não vou dar conta de pagar’. Falei: ‘Não. Vou fazer alguma coisa para te ajudar’”, relata.

Muitos anos atrás, a mãe iniciou o curso de pedagogia, mas teve condições de concluir. “Por isso dou força para ela chegar ao final”, enfatiza.

Em entrevista à TV Anhanguera, a catadora disse que não se importa com o que os outros possam pensar. “Quando estou pegando o que é resto das pessoas, que elas pensam que não tem valor, o valor é grande porque por meio disso estou realizando o sonho das minhas filhas, elas são a razão do meu viver, se continuarmos unidas, vamos vencer todas essas dificuldades”.

Para enfrentar a dura rotina, Simone se apoia em sua fé evangélica. “É só confiar que Jesus está ali, te guiando. Já senti ele, ele já um puxou o carrinho para mim, sei que a força não era minha, não daria conta”, garante.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.




 
%d blogueiros gostam disto: